quarta-feira, 30 de janeiro de 2013

Kyrie Eleison

Música: Kyrie Eleison
Comunidade Católica Shalom



Como a ovelha perdida, pelo pecado ferida,
eu te suplico perdão, ó bom pastor.
Kyrie Eleison (x3)

Como o ladrão perdoado, encontro o paraíso ao teu lado,
lembra-te de mim, pecador por tua cruz.
Christe Eleison (x3)

Como a pecadora caída, derramo aos teus pés minha vida
vê as lágrimas do meu coração e salva-me!
Kyrie Eleison (x3)

 *******************

Tradução do Latim para o Português

Kyrie Eleison = Deus, tem piedade
Christe Eleison =  Cristo, tem piedade

.

terça-feira, 22 de janeiro de 2013

Raizes

Nada há melhor para o homem do que comer, beber
e fazer que a sua alma goze o bem do seu trabalho.
No entanto, vi também que isto vem da mão de Deus.
                                                                         (Eclesiastes 2, 24)


Todos nós temos coisas a fazer, mas Deus quer que desfrutemos a jornada de nossa vida. Se estivermos muito ocupados, impediremos o fluir daquilo que o Espírito Santo quer fazer por intermédio de nós.  A correria do mundo nos impede de ser frutíferos no Reino de Deus. Ele não nos colocou aqui simplesmente para trabalhar, lutar, acumular coisas e ficarmos estressados. Ele quer que O desfrutemos, bem como sua criação. Tenha tempo para desfrutar aquilo que Deus lhe dá. Desfrute sua família, sua casa e a si mesmo hoje e sempre.
.


sexta-feira, 18 de janeiro de 2013

O dom da Fé, no apóstolo Paulo

 

Neste texto sobre São Paulo, essa figura ímpar, veremos que em sua vivência das virtudes teologais - Fé, Esperança e Amor -, seguiu a Deus. Comecemos pelo dom da Fé!

Agraciado de forma singular, o judeu Saulo torna-se apóstolo como os outros Doze e chega à santidade de vida, porque se deixou conduzir à Fé cristã. Foi dócil à ação do Espírito Santo recebido na imersão batismal. De imediato, sentiu-se impelido a testemunhar sua Fé em Jesus, como Senhor e Cristo.

Esse dom da fé, no entanto, não caiu sobre uma pessoa contrária ao monoteísmo judaico. Sabemos que Paulo era douto e convencido fariseu, antes do toque da Graça. Era, portanto, profundamente religioso e marcado desde muito cedo pela história de uma aliança do Deus-Javé com seu povo, realizada desde os Patriarcas até o último dos profetas. Esse esclarecimento é importante, para se entender como Deus preparou esse judeu ortodoxo para o momento da conversão ao cristianismo. Isto compreendido, você poderá iluminar, do modo que Deus lhe favorecer, a experiência do seu dom pessoal da fé, com o dom feito a Paulo.

Nosso santo recebeu algo muito especial! Deus o havia escolhido para uma Missão muito importante: expandir a Fé cristã entre os "gentios". Procure em sua Bíblia e leia a carta aos Gálatas 1, 15-24. Você irá descobrir a razão por que ele escreve à comunidade de Éfeso declarando: "Desse evangelho eu me tornei ministro, pelo dom da graça de Deus (...). A mim, o menor de todos os santos, me foi dada esta graça de anunciar aos gentios a insondável riqueza de Cristo" (EF 3, 7-8).

Uma vez consciente do dom e impelido pelo Espírito à Missão, Paulo cultiva a Fé original do Evangelho em tudo o que realiza, fala e escreve. Ele escreve assim a seu fiel discípulo, Timóteo: "Sei em quem confiei a minha Fé" (2Tm 1, 12). Confiante em Jesus, durante suas inúmeras incursões apostólicas, nada temerá, nem mesmo o martírio. Terminou sua trajetória de fé com estas palavras cheias de realismo: "Combati o bom combate, terminei a minha carreira, guardei a Fé" (2Tm 4, 7).

Tudo isso é fruto de uma fé reconhecida como o dom e manifestada em ações, à imitação do Doador de todos os bens. Na mente e no coração de São Paulo, o benfeitor é Jesus Cristo em pessoa. Aprendeu a amá-Lo pela fé, numa redenção total, que uma vez realizada, abrangeu a humanidade e cada pessoa humana, sem exceção. Essa é a Fé que opera a Salvação, para todo o sempre. O próprio apóstolo quis deixar claro, em uma circular aos cristãos da Ásia Menor, seu pensamento, escrevendo: "É pela graça que fostes salvos, mediante a fé. E isso não vem de vós, é dom de Deus! Não vem das obras, que ninguém pode gloriar-se. Pois foi Deus que nos fez, criando-nos no Cristo Jesus, em vista das boas obras que preparou de antemão, para que nós as pratiquemos" (Ef 2, 8-10).


Se você quiser aprofundar mais sobre a Fé em Paulo, procure no livro "Chave Bíblica" da Sociedade Bíblica do Brasil, na palavra "Fé". Nele você encontrará 89 citações de nove cartas do grande apóstolo, expressando seus pensamentos sobre a Fé.

(Pe. Paulo Lisbôa, SJ)

terça-feira, 8 de janeiro de 2013

A caridade


 A caridade é paciente,
a caridade é prestativa,
não é invejosa, nem exibida,
não se incha de orgulho,
nem faz nada de inconveniente.

Não procura seu próprio interesse,
não se irrita, nem guarda rancor,
não se alegra com a injustiça,
mas se rejubila com a verdade.

A caridade tudo desculpa,
crê, espera, suporta...
A caridade jamais passará!

(São Paulo, Apóstolo - 1Cor 13,4-8)
.

sexta-feira, 4 de janeiro de 2013

O Ano da Fé - 2012-2013

 No dia 11 de outubro de 2012 começou o Ano da Fé, convocado pelo Papa Bento XVI. Mas de que se trata? O que deseja o Santo Padre? O que se pode fazer?


1. O que é o Ano da Fé?
O Ano da Fé "é um convite para uma autêntica e renovada conversão ao Senhor, único Salvador do mundo" (Porta Fidei, 6).

2. Quando se iniciou e quando termina? E o por que dessas datas?
O Ano da Fé começou no dia 11 de Outubro de 2012 e acabará no dia 24 de Novembro de 2013.  O Papa escolheu o dia 11 de Outubro porque neste dia ocorreram dois aniversários importantes: o 50° da abertura do Concílio Vaticano II e o 20° da promulgação do Catecismo da Igreja Católica. E o dia 24 de novembro é o dia da solenidade de Nosso Senhor Jesus Cristo Rei do Universo.

3. Por que é que o Papa convocou este ano?
"Enquanto que no passado era possível reconhecer um tecido cultural unitário, amplamente compartilhado no seu apelo aos conteúdos da fé e aos valores por ela inspirados, hoje parece que já não é assim em grandes setores da sociedade, devido a uma profunda crise de fé que atingiu muitas pessoas". Por isso, o Papa convida para uma "autêntica e renovada conversão ao Senhor, único Salvador do mundo". O objetivo principal deste ano é que cada cristão "possa redescobrir o caminho da fé para fazer brilhar, com evidência sempre maior, a alegria e o renovado entusiasmo do encontro com Cristo".

4. Quais meios assinalou o Santo Padre?

Como expos no Motu Proprio "Porta Fidei": Intensificar a celebração da fé na liturgia, especialmente na Eucaristia; dar testemunho da própria fé; e redescobrir os conteúdos da própria fé, expostos principalmente no Catecismo.

5. Onde terá lugar?

Como disse Bento XVI, o alcance será universal. "Teremos oportunidade de confessar a fé no Senhor Ressuscitado nas nossas catedrais e nas igrejas do mundo inteiro, nas nossas casas e no meio das nossas famílias, para que cada um sinta fortemente a exigência de conhecer melhor e de transmitir às gerações futuras a fé de sempre. Neste Ano, tanto as comunidades religiosas como as comunidades paroquiais e todas as realidades eclesiais, antigas e novas, encontrarão forma de fazer publicamente a profissão do Credo".

Aí se propõe, por exemplo:
- Encorajar as peregrinações dos fiéis à Sede de Pedro;
- Organizar peregrinações, celebrações e reuniões nos principais Santuários.
- Realizar simpósios, congressos e reuniões que favoreçam o conhecimento dos conteúdos da doutrina da Igreja Católica e mantenham aberto o diálogo entre fé e razão.
- Ler ou reler os principais documentos do Concílio Vaticano II.
- Acolher com maior atenção as homilias, catequeses, discursos e outras intervenções do Santo Padre.
- Promover transmissões televisivas ou radiofônicas, filmes e publicações sobre o tema da fé.
- Dar a conhecer os santos de cada região, autênticos testemunhos de fé.
- Fomentar o apreço pelo patrimônio artístico religioso.
- Preparar e divulgar material de caráter apologético para ajudar os fiéis a resolver as suas dúvidas.
- Eventos catequéticos para jovens que transmitam a beleza da fé.
- Aproximar-se com maior fé e frequência do sacramento da Penitência.
- Ler e divulgar o Compêndio do Catecismo da Igreja Católica através de grupos de leituras.

6. Um gesto concreto a pedido do Papa:
Recitar todos os dias a profissão de fé do povo de Deus, que é o Credo

Creio em Deus Pai Todo-Poderoso, / criador do céu e da Terra / e em Jesus Cristo, Seu único Filho, nosso Senhor; / que foi concebido pelo poder do Espírito Santo; / nasceu da Virgem Maria; / padeceu sob Pôncio Pilatos; / foi crucificado, morto e sepultado; / desceu à mansão dos mortos; / ressuscitou ao terceiro dia; / subiu aos céus; / está sentado à direita de Deus Pai Todo-Poderoso, / donde há de vir a julgar os vivos e os mortos. / Creio no Espírito Santo, / na Santa Igreja Católica, / na comunhão dos Santos, / na remissão dos Pecados, / na ressurreição da carne, / na vida eterna. / Amém!

7. Documentos:


Explicação do Logo
.


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...