segunda-feira, 30 de maio de 2011

Os verdadeiros valores

Uma das coisas mais importantes, nos caminhos da vida, é saber distinguir os verdadeiros valores: diferenciar os perfis definitivos da beleza autêntica das imagens trêmulas e provisórias, à tona das águas da existência.


Diz uma velha lenda do Hurões, guerreiros das campinas canadenses, que os lagos desejavam ser montanhas e estas queriam ser lagos serenos...

Então o Grande Espírito, sorrindo, deciciu realizar estes desejos e criou a beleza dos reflexos que transplanta montanhas para lagos.

Agora o lago pensa que é montanha e esta, por sua vez, nele espelhada, pensa que é água pura e remansosa...

Como seria bom se, em nossa vida, fosse fácil assim compor desejos, mesmo disparatados e impossíveis.

Quantas pessoas rondam, descontentes, os caminhos do mundo e da existência, querendo ser aquilo que não são em vez de se aceitarem onde estão.

E vivem entre sonhos e ilusões, contemplando reflexos passageiros que qualquer vento, qualquer brisa leve desfaz na face lisa das lagoas.

Temos que ser nós mesmos, hoje e sempre, do jeito que Deus fez e onde nos pôs: arrojo das montanhas rumo ao céu ou placidez de lago ao rés do chão.

É assim que se compõe o mundo e a vida, na variedade imensa dos destinos que se cruzam, se aceitam, se completam e criam a harmonia do Universo.

(Héber S. de Lima)
.

quarta-feira, 18 de maio de 2011

Passos firmes


Não se impressione com as pedras do caminho,
sejam elas grandes ou pequenas, pouco importa.
Pés no chão, fronte no infinito,
continue sua caminhada com passos firmes.
E a cada dia você poderá sentir-se mais forte e feliz.

.

terça-feira, 17 de maio de 2011

quarta-feira, 11 de maio de 2011

As ovelhas e o seu pastor


No próximo domingo, 15 de maio, a liturgia nos apresenta Jesus como o Bom Pastor. Todos nós já estamos acostumados com essa maneira de chamar a Nosso Senhor, porém às vezes nos esquecemos da beleza desse "apelido". Para relembrar e aprofundar o sentido de chamar a Jesus de Bom Pastor é preciso prestar atenção às leituras dessa Missa. Aqui vamos oferecer algumas coisas para pensar...

Quando penso na figura de um pastor, me lembro de uma amiga que me contou que seu avô brigava e deixava de castigo qualquer cabra que fazia uma coisa errada, como se a cabra fosse gente.

Hoje em dia, estamos tão acostumados com a vida na cidade que a figura de um pastor está muito distante. Podemos até ter gatos ou cachorros, mas ovelhas e cabras...

Na verdade, o trabalho de um pastor é muito duro. Ele passa bastante tempo junto com sua criação, cuida das doenças, se preocupa em encontrar o melhor lugar para que os animais pastem... Ele conhece muito bem todos estes: a relação é tão próxima que ele dá nome, conversa e briga com eles.

Entre todos os tipos de criação, as ovelhas são especiais. Ainda que muitos saibam que a lã vem de ovelhas, creio que poucas pessoas já viram uma ovelha de pertinho.

Lembro-me de uma vez em que estava caminhando em uma estrada de terra e vi umas ovelhas. Como queria chegar perto, fui em direção a elas, mas elas sairam correndo e foram direto para onde o pastor estava e ficaram todas ao redor dele. Elas são animais mansos e que pouco sabem se defender sozinhos: a qualquer sinal de perigo fogem para perto do seu pastor. São também animais fieis, pois seguem o pastor por onde ele for.

Essa é a situação que aparece na leitura do Evangelho desse domingo: um pastor que conhece e vive para suas ovelhas; e ovelhas que conhecem e confiam no seu pastor.

Quando um pastor chama suas ovelhas, elas vêm, mas quando um estranho as chama, elas fogem. Na verdade, o pastor sempre busca dar o que há de melhor para suas ovelhas e elas sabem disso, por isso vão com ele. Tudo está ligado com a relação de confiança e proximidade entre ovelhas e pastor.

Pois bem, Jesus é chamado aqui de Pastor, e toda a Igreja é chamada de ovelhas. Isso quer dizer que nossa relação com Jesus deve ser de confiança: o seguimento dele é o que há de melhor para cada um de nós. Assim, chamar a Jesus de Bom Pastor é dizer que se confia n'Ele e que se deixa conduzir por Ele, sem reclamação, sem reservas.

Assim, devemos aproveitar essa celebração para nos perguntar como está a nossa confiança em Deus. Seria bom também perguntar como estou vivendo aquilo que Jesus nos ensina: perdoar, ajudar aos que necessitam...? Será que estou me deixando conduzir pelos caminhos de Jesus?

(André Bressane de Oliveira)


Fonte: Revista Mensageiro do Coração de Jesus - vol 117 - nº 1290 - maio 2011

.

terça-feira, 10 de maio de 2011

Selinho: Este blog é recomendadíssimo!

Recebi mais um selinho da amiga Meire do blog Arte Brentan
Meire, você é uma fofa, adorei!


E como todo selo tem regrinhas, vamos a elas então:

1 - Responda as perguntas abaixo
2 - Repasse para seus amigos.

Nome: Sandra Rossi
Cor: Lilás
Humor: O melhor possível
Estação: Primavera
Música: Eita, agora me pegou, gosto de tantas...
Série Preferida: Casal 20
Como prefere viajar: De avião, mas como é caro, o jeito é ir de carro mesmo, rss
Frase ou palavra dita por você: Nada é por acaso

Repasso para todos que gostarem do selinho.

.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...