segunda-feira, 30 de maio de 2011

Os verdadeiros valores

Uma das coisas mais importantes, nos caminhos da vida, é saber distinguir os verdadeiros valores: diferenciar os perfis definitivos da beleza autêntica das imagens trêmulas e provisórias, à tona das águas da existência.


Diz uma velha lenda do Hurões, guerreiros das campinas canadenses, que os lagos desejavam ser montanhas e estas queriam ser lagos serenos...

Então o Grande Espírito, sorrindo, deciciu realizar estes desejos e criou a beleza dos reflexos que transplanta montanhas para lagos.

Agora o lago pensa que é montanha e esta, por sua vez, nele espelhada, pensa que é água pura e remansosa...

Como seria bom se, em nossa vida, fosse fácil assim compor desejos, mesmo disparatados e impossíveis.

Quantas pessoas rondam, descontentes, os caminhos do mundo e da existência, querendo ser aquilo que não são em vez de se aceitarem onde estão.

E vivem entre sonhos e ilusões, contemplando reflexos passageiros que qualquer vento, qualquer brisa leve desfaz na face lisa das lagoas.

Temos que ser nós mesmos, hoje e sempre, do jeito que Deus fez e onde nos pôs: arrojo das montanhas rumo ao céu ou placidez de lago ao rés do chão.

É assim que se compõe o mundo e a vida, na variedade imensa dos destinos que se cruzam, se aceitam, se completam e criam a harmonia do Universo.

(Héber S. de Lima)
.

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...