quinta-feira, 21 de junho de 2012

Começar o começo


 Quando eu era criança e pegava uma tangerina para descascar, corria para o meu pai e pedia:

- Pai, começa o começo!

O que eu queria era que ele fizesse o primeiro rasgo na casca, o mais fácil e resistente para minhas pequenas mãos. Depois, sorridente, ele sempre acabava descascando toda a fruta para mim. Mas, outras vezes, eu mesma tirava o restante da casca a partir daquele primeiro rasgo providencial que ele havia feito.

Meu pai faleceu há muito tempo (e há anos, muitos, aliás), não sou mais criança, mesmo assim, sinto grande desejo de tê-lo ao meu lado para, pelo menos, "começar o começo" de tantas cascas duras que encontro pelo caminho.

Hoje minhas "tangerinas" são outras. Preciso "descascar" as dificuldades do trabalho, os obstáculos dos relacionamentos com os amigos, os problemas no núcleo familiar, o enfrentamento sempre tão doloroso das doenças, traumas, perdas e o esforço diário da construção da vida. Em certas ocasiões, minhas tangerinas transformam-se em enormes abacaxis.

Lembro-me, então, que a segurança de ser atendido pelo papai quando lhe pedia para começar o começo" era o que me dava a certeza de que conseguiria chegar até o último pedacinho da casca e saborear a fruta.

Meu pai terreno me ensinou que Deus, o Pai do céu, é eterno e que Seu amor é a garantia das nossas vitórias.

Quando a vida parecer muito grossa e difícil, como a casca de uma tangerina para as mãos frágeis de uma criança, lembro-me de pedir a Deus: "Pai, começa o começo!".

Ele não só "começará o começo", mas resolverá toda a situação para você. Eu não sei qual gigante você, querido amigo, não está conseguindo derrotar, contudo, tal como Davi, não fixe os olhos no seu problema, olhe para cima e veja Aquele que é superior a tudo e a todos. Garanta-se no amor eterno de Deus para pedir, sempre que for preciso: "Pai, começa o começo!".








Trecho do livro "Problemas? Oba!" 
Roberto Shinyashiki - Ed. Gente - 2011



2 comentários:

Célia Rangel disse...

Nossa! Esse texto que você postou transportou-me a décadas do meu passado infantil... Lindo! Hoje, esquecemos de entregar ao Pai a confiança de dar o começo...
Bj. Célia.

Keyla Carvalho disse...

Estou mais rica após essa leitura.

Estou emocionalmente tocada.

Estou espiritualmente cheia do Espírito de Deus, que me leva a crer que ele vai começar primeiro.

Obrigada e que o Senhor proteja a sua mente e suas mãos que hoje são adultas, mas sensíveis como uma criança em seus primeiros anos de vida.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...