terça-feira, 1 de dezembro de 2015

O Dom do Discernimento


Quando falamos do dom do Discernimento, falamos da capacidade dada por Deus a nós para perceber, distinguir, diferenciar aquilo que é da própria Vontade d'Ele e aquilo que não é. De forma simples, é dizer: viver e praticar o bem e fugir do mal.

Esse dom nos permite identificar qual espírito está impulsionando ou influenciando uma ação, uma situação, um desejo, uma decisão a tomar, algo que nos digam ou ofereçam. É preciso chamar o Espírito Santo, para que nos torne capazes para isso.

Vale recordar o que disse o Papa Paulo VI, à sua época, mas que é tão atual: "O dom dos dons para os tempos de hoje é o do Discernimento".

E isso podemos afirmar, pois se não conseguirmos discernir algumas coisas, inclusive dos ensinamentos de Cristo e da Igreja, seremos levados de tal maneira que nem saberemos para onde estamos indo.

Desse modo, é preciso ter a docilidade para se deixar conduzir pelo Espírito Santo, distinguindo o que vem de Deus, se não for assim, as informações, ideias e valores em nossa mente e coração se confundirão. É preciso ouvir o Senhor que fala ao nosso coração pela oração e perseverar na fé.

Precisamos também estar atentos, porque o espírito humano gera em nós o orgulho, a vaidade, o ciúme, a inveja, rivalidade e competições. Aqueles que estão mergulhados no Espírito de Deus são capazes de renunciar a tudo isso para viver imersos na graça, que transforma o coração e nos ajuda a discernir entre o que é humano e o que é divino.

Seja sempre dócil ao Espírito Santo e deixe Cristo falar ao seu coração.

Fonte: Revista Brasil Cristão - Texto: Pe. Adilson Ulprist

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...