sábado, 19 de setembro de 2015

Fraternidade sim, violência não



Não é fácil falar de não-violência. Não poderia ser definida pela simples recusa da violência. Não se reduz a uma estratégia ou a técnicas.

A não-violência é um espírito que fortalece toda a sua seiva nas Bem-aventuranças do Sermão da Montanha. Ela é a respiração do coração e dá testemunho de fé na vitória do amor.

Diante de todas as provocações brutais ou dissimuladas, o não-violento mobiliza as forças do espírito. Pelo esquecimento de si, lembra o vínculo da fraternidade que o adversário despreza ao pensar somente em si mesmo.

A não-violência está, sobretudo, no coração. trata-se de examinar o coração do homem, lá onde a violência é ratificada, reconhecida como fatal.

A não-violência está, sobretudo, no coração. Um coração que reconhece seu próprio pecado não cessa de se purificar pela oração, a única arma capaz de extirpar a violência.

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...