terça-feira, 6 de outubro de 2015

Voltemos a ser crianças


Neste mês das crianças, quero pensar e escrever livremente como uma delas. E também quero te convidar para essa brincadeira.

Você sabe qual é o segredo da felicidade das crianças? É que, imaginando o oceano, elas brincam numa poça de água. Infelizmente, à medida que crescemos, invertemos essa "lógica". Esquecemos o oceano e nos apegamos à poça de água.

Mário Quintana tem uma frase sobre as crianças que é lapidar: "As crianças não brincam de brincar. Brincam de verdade". Por que será que à medida que crescemos, paramos de brincar?

Jesus Cristo também se relacionou com as crianças e disse com autoridade: "O Reino de Deus é daqueles que se parecem com elas" (Lc 18, 16).

Portanto, voltemos a ser  crianças novamente! Recuperemos a pureza, a inocência, a simplicidade, os sonhos, o riso fácil. Voltemos a brincar, a cantar, a correr, a nos divertir com tudo. Voltemos a chorar com a dor do outro, com a falta de comida em seu prato, com a falta de roupa, com a falta de brinquedo.

Você sabia que o que diferencia o adulto da criança é o preço dos brinquedos? A criança brinca por horas com uma simples caixa de papelão, inventando mil e uma maneiras de se divertir. O adulto, mesmo com o brinquedo mais sofisticado que existe, se chateia em poucos minutos.

O que torna o adulto tão diferente da criança que ele já foi um dia? O que nos estragou ao longo dos anos? Mas, como uma criança, não é para responder essas perguntas. É para, simplesmente, encontrarmos aquela criança escondida dentro de nós. Duvido que você consiga! E quem fizer isso por último vira mula sem cabeça! Hahaha! Vamos! É fácil, é só dizer: pirlim pim pim!

Ok, sabemos que não é tão simples assim, mas garanto a vocês que se sentarmos no chão e começarmos a brincar com nossos filhos, sobrinhos, netos e amiguinhos vamos encontrar a criança perdida dentro de nós. Talvez ela tenha um pouco de receio, de medo ou vergonha de se expor, mas insista! Deixe ela se manifestar. Garanto que, no mínimo, seus problemas vão desaparecer ainda que seja por algumas horas.

Uma criança é um presente de Deus para a humanidade. É sinal de que Ele não desiste de nós e de que nos quer brincando pela vida afora, seja numa poça de água, seja no escritório, na fábrica, na escola, na rua...

Fonte: Revista Brasil Cristão - Texto: Cássio Abreu

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...